PROJETO PARALÍMPICO PARCERIA ENTRE MARINHA DO BRASIL E CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, FINALIZA O PRIMEIRO EDITAL DO PROJETO PARALÍMPICO

Créditos da imagem: ADAAN (Associação Desportiva Almirante Adalberto Nunes)

Por: Kenia Telles

O primeiro edital do Projeto Paralímpico, criado em parceria entre a Marinha do Brasil e a Caixa Econômica Federal, por intermédio do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), foi finalizado.

Agora, o Projeto parte para a fase de avaliação dos candidatos a paratleta e entrevistas com os candidatos a treinador, nas modalidades de Atletismo, Natação, Halterofilismo e Tiro esportivo. Ao final da avaliação, 100 atletas das referidas modalidades contarão com treinamento direcionado, material esportivo específico e fornecimento de uniformes e equipamentos. Caso todas as vagas não sejam preenchidas, um novo edital será divulgado – ainda sem data definida.

Fomentar o desporto paralímpico nacional e promover, por meio do esporte, a inclusão social de pessoas com deficiência é o propósito do acordo firmado entre a Marinha do Brasil, por meio do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), e a Caixa Econômica Federal. Esse acordo recebe recursos do Fundo para o Desenvolvimento das Loterias – Loterias Caixa por meio da Associação Desportiva Almirante Adalberto Nunes – ADAAN.

No dia 14 de abril, o CEFAN recebeu a visita e apoio do atleta Lars Grael, velejador e medalhista olímpico, que também conquistou a Medalha do Mérito Desportivo Militar, entre outras. Na mesma data, a fundadora e presidente da associação sem fins lucrativos Sou do Esporte, Fabiana Bentes, também esteve no local para prestigiar e incentivar os atletas.

Todas as atividades dessa parceria estão sendo realizadas cumprindo todos os protocolos sanitários previstos pela prefeitura do município do Rio de Janeiro.

mm

Repórter: Equipe Vitrine Esportiva

Reportagens feitas pelo nosso time de jornalistas do Rio de Janeiro e São Paulo.

Leave a Comment