Flamengo vence Barcelona de Guayaquil e se recupera na Libertadores Após indefinições sobre a ocorrência do jogo partida é realizada normalmente após liberação das autoridades competentes

Na última terça-feira, no estádio Monumental de Guayaquil, a equipe rubro-negra venceu o lanterna do Grupo A pelo placar de 2 x 1 e se recuperou da goleada sofrida para o Independiente Del Valle, também do Equador, em Quito, na semana passada. Com gols de Pedro e Arrascaeta ainda no primeiro tempo, o time do Rio de Janeiro jogou a primeira etapa tranquila, sem muitos sustos, e se manteve na vice-liderança do grupo mesmo com a derrota sofrida pelo Independiente Del Valle, em Barranquilla, Colômbia, diante da equipe do Júnior Barranquilla. A vitória veio em um momento ótimo já que, após o clube da Gávea ter tido sete jogadores contaminados pela Covid-19, além das contusões de Gabriel Barbosa, o “Gabigol”, Pedro Rocha e Diego Alves e a suspensão de Gustavo Henrique, o triunfo foi fundamental para elevar o moral do jogadores rubro-negros, visivelmente incomodados com a goleada sofrida pela equipe na altitude de Quito por 5 x 0.

A vitória também foi importante para dar uma sobrevida ao treinador espanhol Domenec Torrent, já que as derrotas sofridas anteriormente já o estavam colocando na berlinda por parte da diretoria flamenguista. Porém, o que parecia ser um jogo fácil no primeiro tempo, com a vitória parcial por 2 x 0, terminou com sufoco para os rubro-negros já que, logo no início da segunda etapa, aos 3 minutos, a equipe equatoriana diminuiu o placar para 2 x 1 e partiu para cima do Flamengo em busca do empate. Os comandados de “Dome”, no entanto, conseguiram se defender bem e alcançaram a terceira vitória em quatro jogos. o Flamengo agora volta a campo pela competição internacional na próxima quarta-feira, dia 30/09, às 21h30, no Maracanã. Mesmo horário em que será realizada a partida entre Junior Barranquilla x Barcelona de Guayaquil, no estádio Metropolitando de Barranquilla.

O maior destaque do noticiário, porém, não foi a vitória do Flamengo, mas sim o surto de Covid-19 que atingiu elenco e comissão técnica do clube da Gávea, contaminando sete jogadores rubro-negros e diversos membros da delegação, até mesmo o médico do time. Tanto que logo após a partida entre as equipes, os jogadores do Barcelona de Guayaquil que disputaram o jogo, resolveram se isolar dos demais integrantes do grupo equatoriano com medo de desencadear uma contaminação em cadeia. Horas antes da realização da  partida, as autoridades equatorianas chegaram a interditar, por algumas horas, o estádio Monumental de Guayaquil, por entenderem que não estaria em condições sanitárias de receber os atletas para a realização do jogo sob risco de estar infectado. A diretoria rubro-negra, inclusive, chegou a ser alertada pela Conmebol (Confederação Sulamericana de Futebol) sobre a possibilidade de adiamento da partida ou da transferência para algum outro estádio.

Após algumas horas de indefinição, porém, a prefeita de Guayaquil, do Equador, se reuniu com dirigentes da Conmebol e de ambas equipes e confirmou a realização do jogo para a data e o horário pré-definidos anteriormente. Um dos motivos alegados para a manutenção da partida foi exatamente a falta de possíveis datas futuras já que a Libertadores ficou parada durante seis meses e mais um adiamento poderia acarretar em problemas maiores daqui para a frente. Após o fechamento da quarta rodada do Grupo A, Independiente Del Valle e Flamengo lideram o grupo com 9 pontos, porém o saldo da equipe equatoriana é melhor, e ela está em primeiro. O Junior Barranquilla, da Colômbia, vem logo atrás com 6 pontos e continua na briga por uma vaga às oitavas e o Barcelona de Guayaquil, com quatro derrotas em quatro jogos e nenhum ponto somado, está eliminado da competição.

mm

Repórter: Marcio Miceli

Jornalista

mm

marcio-micelli

Jornalista

Leave a Comment