Vitrine Esportiva

Vasco perde novamente e volta a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro

Jogadores de Vasco x Palmeiras perfilados para foto antes do início do duelo em São Januário. Créditos: Marcio Miceli de Oliveira

Dispostos a iniciarem o returno do Campeonato Brasileiro com o pé direito, Vasco e Palmeiras entraram no gramado de São Januário no último domingo, às 16hs, obstinados por um bom resultado. O Gigante da Colina em busca de se reencontrar com a vitória, depois de quase 2 meses, ou 8 jogos, e o Alviverde paulista tentando manter a série invicta desde a saída de Vanderlei Luxemburgo. Ao menos era essa a expectativa. Na prática, porém, o que se viu foi exatamente o contrário. Principalmente no primeiro tempo. Em um jogo sonolento e extremamente burocrático, cariocas e paulistas pareciam totalmente desinteressados pela vitória. Sem criarem nenhuma chance cristalina de gol, teimavam em concentrar a maioria das jogadas pelo meio-campo e tanto Fernando Miguel quanto Weverton, goleiros de suas equipes, foram pouco incomodados pelos ataques adversários.

Mesmo precisando mudar o panorama da partida, ambos os técnicos preferiram não efetuar substituições no intervalo e retornaram com as mesmas formações para o segundo tempo. Não demorou muito, porém, para que logo aos oito minutos do segundo tempo, o Vasco, que precisava mais da vitória que seu adversário, efetuasse as duas primeiras mudanças. Só que o Palmeiras, mais organizado em campo e com um time mais competitivo que seu adversário, voltou a campo com uma postura bem diferente que na primeira etapa e resolveu tomar a iniciativa do jogo. Começou a criar algumas chances de gol e comandar as ações da partida, como se jogasse em casa. O Vasco, por sua vez, passou a jogar nos contra-ataques e também desperdiçou algumas oportunidades. Até que aos 25 minutos da segunda etapa, dez minutos após efetuar as duas primeiras substituições, o Palmeiras fez uma jogada pela direita, entrou na área cruzmaltina e Lucas Lima foi calçado pela defesa vascaína: pênalti assinalado por Anderson Daronco.

O artilheiro da equipe alviverde na competição, Luiz Adriano, cobrou a penalidade com força, no canto esquerdo de Fernando Miguel, e o goleiro fez grande defesa. Só que, apesar de sua boa intervenção, a bola deu rebote e caiu nos pés do atacante, que só empurrou para o fundo do gol: Vasco da Gama 0 x 1 Palmeiras. A partir daí, a partida, que havia dado uma aquecida, voltou a cair de ritmo e aquele jogo burocrático do primeiro tempo voltou a aparecer em São Januário. Abatida com o gol após o pênalti infantil cometido, a equipe cruzmaltina, que até então ameaçava nos contra ataques, deu uma murchada em campo e o Palmeiras, satisfeito com o resultado que lhe concedia a sexta posição no Campeonato Brasileiro, passou a administrar o placar. Principalmente após a contusão de Felipe Melo, que saiu seriamente machucado após uma disputa de bola com o jogador vascaíno e acabou levando a pior, deixando a equipe paulista com um homem a menos.

Após a saída do volante, capitão e líder alviverde, o Vasco da Gama, tentando se aproveitar da vantagem numérica, partiu para o abafa, tentando pressionar de todas as formas o Palmeiras, porém com muito pouco objetividade. E assim foi até o final, com a equipe treinada por Abel Ferreira satisfeita com a vitória magra e o time de Sá Pinto pressionando desordenadamente e vendendo caro a derrota. Com a confirmação do resultado, os paulistas se garantiram na sexta colocação, com um jogo a menos em relação a outros adversários e os cariocas voltaram para a zona de rebaixamento completando dois meses e nove jogos de jejum de vitórias. O Gigante da Colina agora tem a semana toda de folga para trabalhar e volta a campo no próximo sábado, dia 14/11, às 16h30, contra o Sport Recife, na Ilha do Retiro, pelo Brasileirão. Já o Palmeiras volta a campo, amanhã, dia 11/11, em duelo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil, jogo de ida. Partida essa que será disputada no Allianz Parque, às 16h30, diante do Ceará.

Outras Notícias

Tudo igual no clássico Majestoso!

Neste domingo, Corinthians e São Paulo fizeram o clássico majestoso na Neo Química Arena. Partida terminou empatada em 1 a 1. O

Flu vence o Fortaleza no Castelão

Numa bela partida disputada no nordeste brasileiro, no Castelão, o Fluminense venceu o Fortaleza pelo placar de um a zero, com gol