Vitrine Esportiva

Rosamaria fala sobre Sheilla: “É um ícone”

FOTO: FIVB/Arquivo

Por Kenia Telles

Rio, 26/4/2021  Quando ainda fazia parte da seleção brasileira infanto-juvenil, Rosamaria tirou uma foto com as bicampeãs olímpicas Thaisa e Sheilla que haviam acabado de chegar dos Jogos de Londres 2012 com a medalha de ouro. Uma lembrança que guarda até hoje na memória. O que Rosamaria não poderia imaginar é que, nove anos depois, estaria juntamente com Sheilla entre as opostas convocadas pelo técnico José Roberto Guimarães buscando defender o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio.

“Assisti aos Jogos de Londres em Saquarema. Estava treinando com a seleção infanto e, sinceramente, nunca nem imaginei que essa disputa aconteceria um dia. Parecia um sonho bem distante. Fico muito feliz porque a Sheilla é um ícone da posição e, acima de qualquer disputa, vou ter a oportunidade de treinar e aprender com a experiência dela, observar os golpes, o modo de agir. Espero que eu tenha oportunidade de colocar em prática tudo isso que vou ver e de conquistar o meu espaço assim como ela conquistou o dela”, ressaltou Rosamaria, convocada pela primeira vez para a seleção adulta para os Jogos Pan-Americanos de Toronto, em 2015.

“Com 16 anos é claro que eu queria estar na seleção adulta e disputar uma Olimpíada, mas na minha cabeça era impossível, não me parecia real. Com o passar dos anos vi que podia acontecer a qualquer momento, e hoje estou aqui, brigando por essa vaga e pela chance de representar o país assim como elas representaram”, disse a oposta.

“Nós treinávamos nas quadras ao lado da adulta, e no fim, ou início dos nossos treinos, e também nos períodos de folga, ficávamos lá assistindo ao treinamento delas. A gente colocava uma cadeira e ficava observando. Lembro do frio na barriga quando o Zé (José Roberto Guimarães) vinha espiar os nossos treinos. Ficava nervosa só com a presença dele e em saber que ele estava lá, analisando tudo”.

Faltam 90 dias para a estreia em Tóquio

A exatamente 90 dias da estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio, contra a Coreia do Sul, as jogadoras da seleção brasileira iniciam nesta segunda-feira, dia 26, mais uma semana de treinamento no Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). Em busca do tricampeonato olímpico, o Brasil enfrentará na primeira fase da competição, além da Coreia do Sul, a República Dominicana, no dia 28 de julho; o Japão, no dia 30; a Sérvia no dia 1º de agosto; e o Quênia, no dia 3. Antes disso, no entanto, a equipe disputará a terceira edição da Liga das Nações entre os dias 25 de maio e 20 de junho, na cidade de Rimini, na Itália.

Outras Notícias

Tudo igual na Arena da Baixada!

Uma bela partida de jogo de ida na semifinal da Copa do Brasil. Em partida realizada no Paraná, o Flamengo empatou com

Botafogo vence em casa por 3 a 0

Depois do empate dramático contra o Cruzeiro, o Botafogo voltou a jogar na noite desta quarta-feira, no Nilton Santos, contra o Brusque,