Vitrine Esportiva

VE TV - Ao Vivo

Brasil não joga bem, mas vence o Peru por 1 a 0

Foto: Vitor Silva/CBF

Fechando a segunda roda das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026, Peru e Brasil mediram forças no fim da noite desta terça-feira, no Estádio Nacional de Lima, no Peru. As equipes fizeram um jogo de baixo nível tático, mas com um gol solitário de Marquinhos, no fim da etapa complementar, a Seleção Brasileira venceu pelo placar de 1 a 0 e conquistou a sua segunda vitória em dois jogos.

Brasil e Peru fizeram um primeiro tempo de muita intensidade, mas pouca inspiração. A Seleção Brasileira teve mais posse de bola, mais volume de jogo, mas encontrou muita dificuldade para furar a defesa peruana. Quando conseguiu, aos 30 minutos da primeira etapa, Richarlyson foi flagrado pelo VAR em posição de impedimento.

O técnico Fernando Diniz, voltou para o segundo tempo com a mesma equipe que terminou a etapa inicial. E o panorama do jogo foi o mesmo do começo. O Brasil encontrou dificuldades para entrar na zaga da equipe peruana, que por sua vez, fez um jogo duro e bastante faltoso.

Quando a partida parecia que terminaria empatada, coube a Marquinhos dar números finais ao jogo. O zagueiro do PSG apareceu no primeiro poste para cabecear escanteio cobrado por Neymar, e marcar o gol da vitória da Seleção Canarinho.

O próximo compromisso da Seleção Brasileira é dentro de 29 dias. No próximo dia 12 de outubro, o Brasil volta à campo para jogar contra a Venezuela, às 21h30, na Arena Pantanal.

PERU: Gallese, Aldo Corzo, Abram, López, Trauco (Varela); Tapia, Cartagena (J. Castillo), Yotun; Andy Polo João Grimaldo), Carillo (Ruidiaz), Guerrero. Técnico: Juan Maximo Reymoso

BRASIL: Ederson; Danilo (Vanderson), Marquinhos, Gabriel, Renan Lodi; Casemiro, Bruno Guimarães (Joelinton), Neymar (R. Veiga); Rodrygo, Rafinha (G. Martinelli), Richarlyson(G. Jesus). Técnico: Fernando Diniz.

Outras Notícias

Palmeiras é campeão Paulista!

Com a vibração da torcida pulsando no Allianz Parque, o Palmeiras consolidou sua supremacia no cenário paulista ao derrotar o Santos por