Equipes cariocas só empatam pela décima segunda rodada do Campeonato Brasileiro Partidas realizadas neste domingo envolvendo três dos quatro grandes times do Rio de Janeiro terminam em igualdade pelo placar de 1 x 1

A conhecida música da famosa dupla sertaneja “Domingo de Manhã” poderia ser adaptada para “Domingo de Tarde” e “Domingo de Noite”. Afinal, Vasco, Flamengo e Botafogo, em ordem cronológica, parecem ter combinado entre si que empatariam seus jogos válidos pela décima segunda rodada do Campeonato Brasileiro pelo mesmo placar. Isto porque Vasco x Bragantino, às 11 horas, em São Januário, no Rio de Janeiro, terminou empatada em 1 x 1, Palmeiras x Flamengo, às 16 horas, no Allianz Parque, em São Paulo, acabou 1 x 1 e Atlético Goianiense x Botafogo, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, também finalizou em 1 x 1. Com os resultados obtidos, o Vasco continua sendo o time carioca de melhor campanha na competição, na quinta colocação do Campeonato, com 18 pontos em 11 jogos e cinco gols de saldo, com o Flamengo, na sexta posição, vindo logo atrás, também com 18 pontos em 11 jogos e nenhum saldo de gols, e o Botafogo, que continua amargando a zona de rebaixamento, com apenas 11 pontos, e apenas 1 vitória, 8 empates e 2 derrotas no Campeonato, em 11 jogos, na décima oitava colocação. É, de longe, a equipe que mais empata no Brasileirão – Palmeiras e Grêmio vem logo atrás, com 7 empates em 11 partidas – e também a que menos venceu na competição. Isto porque derrotou apenas o atual líder do campeonato, Atlético Mineiro, que soma 24 pontos – 8 vitórias e 3 derrotas em 11 jogos.

Quem começou o repertório de empates no domingo foi o Vasco da Gama, que jogando diante de um dos últimos colocados no Campeonato, o Red Bull Bragantino, debaixo de um sol escaldante no Rio de Janeiro, em seu dia mais quente no ano, não conseguiu aguentar o calor e conquistou seu terceiro empate na competição. Após a dolorosa eliminação diante do Botafogo pela quarta fase da Copa do Brasil em casa, diante de um de seus maiores rivais na capital Fluminense, na última quarta-feira, os comandados de Ramon, que voltou a dirigir a equipe após testar positivo para a Covid-19 e ficar dez dias afastado, até saiu na frente do placar, aos cinco minutos da segunda etapa, com gol de Vinícius. No minuto seguinte, porém, o atacante Alerrandro, do Red Bull Bragantino, artilheiro da equipe de Bragança Paulista na competição, deu uma de assistente e cruzou a bola para Lucas Evangelista tocar no cantinho de Fernando Miguel, dando números finais ao jogo. O placar poderia ter sido pior se o goleiro vascaíno não tivesse defendido um pênalti cobrado por Alerrandro, ainda no primeiro tempo. Com o empate o Gigante da Colina não se recuperou da derrota sofrida pelo Coritiba, fora de casa, nos acréscimos da partida no domingo passado e já soma dois jogos sem vitória. O próximo adversário da equipe cruzmaltina, em jogo válido pela décima terceira rodada do Campeonato, é o líder Atlético Mineiro, no próximo domingo, dia 04/10, às 20h30, no Mineirão, pelo horário de Brasília. O time também aguarda o mês de outubro para voltar a jogar pela segunda fase da Copa Sul-Americana, que será disputada em paralelo ao Campeonato Brasileiro.

No segundo jogo do dia, e de longe o mais polêmico, foi a vez de Palmeiras e os juniores do Flamengo empatarem em 1 x 1. Isto porque o surto de Covid-19 que atingiu jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes rubro-negros, virou o assunto principal da semana. Entre idas e vindas, como confirmação do jogo, cancelamento da partida pelo TRT-RJ (Tribunal Regional do Trabalho) e deferimento para a realização do jogo por parte do TST (Tribunal Superior do Trabalho) apenas dez minutos antes do horário inicial, só serviram para tumultuar mais o Campeonato Brasileiro, neste ano deveras atribulado de 2020. A Sociedade Esportiva Palmeiras e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) queriam a realização da partida, porém a diretoria rubro-negra, alegando problemas sanitários, juntamente com o Sindicato dos Atletas e o TRT-RJ exigiam o adiamento da partida. No final das contas, quem ganhou a queda de braço foi a CBF e o Palmeiras e o Flamengo, mesmo com 16 jogadores do elenco contaminados e outros contundidos, se viu obrigado a entrar em campo com a garotada. Liderados pelos meias Arrascaeta, Gerson e Thiago Maia, e pelo atacante Pedro, conseguiram um empate heróico em São Paulo. Os gols foram anotados na segunda etapa pelo jovem Palmeirense Patrick de Paula e o atacante rubro-negro Pedro “Queixo de Aço”. O time do Flamengo, porém, merecia melhor sorte, já que perdeu inúmeros gols, mesmo diante das circunstâncias adversas. Já o Palmeiras, com seu esquema de jogo previsível e ineficiente no ataque, quase pagou o maior mico. O próximo adversário da equipe da Gávea, em jogo válido pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, é o líder do Grupo A, Independiente Del Valle, nesta quarta-feira, dia 30/09, às 21h30, no Maracanã, pelo horário de Brasília.

Fechando a rodada dos cariocas neste domingo, tivemos a realização da partida entre Atlético Goianiense x Botafogo, às 18h15, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia. O Botafogo, motivado pela classificação às oitavas de final da Copa do Brasil diante do Vasco, em São Januário, após o empate em 0 x 0 na última quarta-feira, teve pela frente o também motivado Atlético Goianiense, que também eliminou a equipe do Fluminense pela quarta fase da Copa do Brasil, após a vitória heróica por 3 x 1 na última quinta-feira. Decidido a brigar pela segunda vitória no Campeonato, o Botafogo até saiu na frente da equipe goiana, aos 44 minutos do primeiro tempo, após pênalti convertido por Victor Luís. Logo após a volta do intervalo, porém, a equipe do Dragão, logo aos quatro minutos do segundo tempo, após cruzamento de Janderson para a grande área, empatou com Hyuri, ex-jogador alvinegro, que entrou de carrinho na bola e conseguiu o 1 x 1. A partida foi bastante equilibrada e o VAR precisou trabalhar muito em três lances específicos de supostos pênaltis: dois a favor do time da casa e um a favor do time visitante, que já havia marcado o primeiro gol por penalidade máxima. Em todos, porém, o VAR acertou ao não marcar. A partida, então, terminou mesmo empatada em 1 x 1 e o Botafogo, mais uma vez, chegou a igualdade na competição. Já o Atlético Goianiense manteve o tabu diante dos cariocas pelo Campeonato Brasileiro, com duas vitórias e dois empates conquistados. A equipe alvinegra volta a campo nesta quarta-feira, às 21h30, pelo horário de Brasília, no estádio Nilton Santos. Vai enfrentar o lanterna Bahia, em jogo adiado da primeira rodada da competição, em busca de sua segunda vitória e a consequente saída da zona de rebaixamento.

mm

Repórter: Marcio Miceli

Jornalista

mm

marcio-micelli

Jornalista

Leave a Comment