Em amistoso o Brasil empata com o Canadá.

(Foto: A2M/CBF)

O  Brasil empatou com o Canadá em amistoso pelo Torneio da França, em Calais e com portões fechados onde após os hinos nacionais os cumprimentos entre seleções e arbitragem não foi com aperto de mãos, oque muitas atletas e até mesmo a arbitragem consideraram uma forma estranha. A seleção brasileira abriu o placar aos sete minutos com Marta que após trocar passes com Bia Zaneratto mesmo com duas marcadoras na área, chutou sem chance para a goleira Stephanie Labbé. A brasileira foi a grande atleta no primeiro tempo. Não demorou muito tempo para a aplicação, quando aos 16 minutos foi Ludmila que após um cruzamento de Bia Zaneratto, tocou para marcar o segundo do Brasil. Infelizmente nos primeiros 45 minutos, a goleira Bárbara sofreu uma lesão muscular sendo assim substituída por Aline Reis.

– Acho que foi positivo (o torneio). A gente encarrou três grandes seleções, e para a nossa preparação era de suma importância estar jogando esses jogos, ver várias atletas. Todas que vieram para cá jogaram, e isso é muito importante. O jogo de hoje foi bem intenso, do começo ao fim, conseguimos fazer dois gols no primeiro tempo, mas com a expulsão da Juci complicou um pouco e elas ganharam confiança. Foi um período de testes muito importante para a gente saber lidar com situações como essa, saber cadenciar o jogo. – disse Marta.

Na segunda etapa o Canadá mudou com suas quatro alterações. O time norte americanos começou a dominar a partida e isso fez com que o empate fosse conquistado com gols de Matheson e Janine Beckie.

(Foto: A2M/CBF)

mm

Repórter: Ricardo Souza

Jornalista

Leave a Comment